Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Análise técnica: Ibovespa rompe resistência e mira agora nos 63.600 pontos

Por: Juliana Pall Farias
12/02/08 - 18h45
InfoMoney

SÃO PAULO - A semana começa generosa para a renda variável brasileira. Depois de um longo período de indefinição, exposto à volatilidade dos mercados internacionais, o principal índice de ações da bolsa brasileira, o Ibovespa, pela segunda sessão consecutiva, encerrou os negócios em forte alta.

Saindo do movimento lateral entre 57.900 e 61.200 pontos, o benchmark rompeu esta barreira superior nesta terça-feira (12), passando então a buscar os 63.600 pontos. Rubens Góes, analista gráfico da Ativa Corretora, avalia que no meio do caminho o índice pode mostrar resistência em 62.600 e 63.200 pontos.

A leitura de Fernando Góes, da Wintrade (homebroker da Alpes Corretora) é semelhante: a passagem pelos 61.200 pontos abre caminho para buscar 63.600 pontos, podendo enfrentar no trajeto resistência na faixa dos 62.500 pontos.

Estratégias opostas
Mas apesar do consenso quanto aos novos objetivos do Ibovespa acima dos 61.200 pontos, a estratégia recomendada pelos analistas consultados pela InfoMoney é divergente. Otimista com ressalvas, Fernando Góes recomenda aumento de exposição no mercado acionário, já que, em sua percepção, o mercado apresentou melhora expressiva e mostra "outra cara".

Já Octávio Focques, da Focques Analistas Técnicos, diz que é vendedor no curto prazo. Isto porque, após ultrapassar a resistência nos 62.170 pontos, o Ibovespa abriu spread de 600 pontos para o contrato do índice futuro, estimulando os investidores a zerarem posições.

Adicionalmente, o analista gráfico avalia o IFR como "extrapolado". Em outras palavras, a região na qual se encontra o indicador sugere um mercado em posições amplamente compradas.

Queda pode chegar nos 56.000 pontos
Por mais que o mercado acionário doméstico tenha começado a semana com o "pé direito", as incertezas que rondam o ambiente de negócios nas últimas semanas - entenda-se temores de recessão nos EUA - seguem presentes, o que pede atenção ao comportamento do Ibovespa.

Fernando Góes avalia que, abaixo do fundo formado nos 58 mil pontos, a força de compra estaria anulada. Na leitura de Rubens Góes, a perda de 60 mil pontos levaria o benchmark a testar então a faixa de 58.000 pontos, enfrentando, no meio do caminho, suporte em 59.500 e 58.900 pontos.

Abaixo da faixa mencionada, o analista da Ativa Corretora acredita que o mercado ficaria livre para seguir em canal de baixa, com novos suportes em 57.500, 56.500 e 56.000 pontos.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.