Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Day trade: Joe Ross explica estratégia para método que não discrimina perfis

Por: Camila Schoti
12/02/08 - 20h15
InfoMoney

SÃO PAULO - Operações de sucesso consistentes no mercado financeiro requerem, no mínimo, algum planejamento, estudo e conhecimento do mercado em que se está operando. Em operações de longo ou curto prazo, estratégias bem definidas tendem a minimizar as chances de perdas na operação.

Para um dos traders mais famosos do mundo, Joe Ross, a busca pelo retorno em operações de intraday, através da negociação de ativos financeiros e o risco inerente à cada posição assumida, deve ser balanceada e mensurada previamente. Especialista em day trade, Ross afirma que não existe um perfil pré-determinado para se sair bem neste tipo de operação, mas algumas características e cuidados podem ajudar.

Bem sucedidos não apresentam perfil específico
Ainda que nenhum perfil pré-determinado tenha sido identificado entre traders de sucesso, Ross destaca que auto-controle, disciplina, empenho e um bom senso para negócios são características que aparecem com alguma freqüência entre traders bem sucedidos.

Ademais, se por um lado, análises fundamentalistas requerem o estudo dos fundamentos da empresa em que se pretende investir, por outro, segundo Ross, para aplicar suas técnicas de day trade, é preciso dedicar algum tempo a conhecimentos em estatística.

Para o trader, o investidor precisa saber responder às seguintes perguntas:

Com que freqüência eu posso ganhar? - Isto é, qual o percentual de operações de sucesso.
Quanto posso ganhar em uma operação bem sucedida?
Quantas ações ou contratos preciso negociar para conseguir ganhar o que quero com a operação?
De acordo com percentual de ganhos, quanto posso arriscar perder em caso de operações perdedoras?

Para ter a resposta a essas perguntas, porém, o investidor precisa testar seus trades para, ao menos, ter uma idéia da freqüência com que consegue obter sucesso em suas operações.

Neste caso, Ross sugere, por exemplo, o uso de simuladores, em conjunto com avaliações de gráficos, indicadores técnicos e a combinações destes. Esta postura também deverá ajudar o trader a identificar o horizonte de tempo e o tipo de mercado com que se sente mais confortável operando.

Ganhos rápidos
Ganhos rápidos. Esta é melhor forma de operar para Ross. A estratégia adotada pelo trader baseia-se em determinar um alvo de ganhos realista e não muito distante, realizar parte dos lucros quando o preço do ativo negociado atingir este alvo, ou quando cobrir os custos operacionais da operação mais uma margem de lucro, e deixar o restante no mercado até que se acione o stop-loss, determinado para proteger os lucros previamente realizados.

A realização de parte dos lucros carrega consigo um caráter subjetivo, que dependerá das preferências do investidor. Contudo, a despeito deste aspecto, esta realização inicial de lucros deve ao menos cobrir os custos do negócio, como a corretagem, impostos, emolumentos e etc. com alguma margem de lucro - esta, sim, subjetiva - estipulada pelo trader.

Manejo de risco
Neste tipo de operação, em que parte dos lucros já foi embolsada, o stop loss tem o objetivo de garantir os ganhos já auferidos, e pode ser colocado, por exemplo, no preço de compra da ação, ou acima, dependendo do critério do trader. Assim, se os preços do ativo escolhido se reduzirem, o sucesso da operação já foi garantido.

Todavia, o manejo de risco não se limita à garantia de parte dos lucros em uma determinada operação. É preciso também planejar os trades de forma a garantir que ao longo do tempo o lucro das operações vencedoras seja superior aos prejuízos das operações perdedoras, através da determinação prévia de quanto é possível perder em uma determinada operação com base na freqüência de sucessos e fracassos nos trades.

Em suma, para Ross, o procedimento adequado a operações de day trade passa por conhecer o próprio potencial de ganhos, isto é, o percentual de sucessos em trades, quanto é possível lucrar em cada operação vencedora e, em seguida, determinar quantas ações ou contratos deverão ser negociados para se obter o ganho esperado. Finalmente, é preciso saber quanto se está disposto a perder de forma que, no final, o ganho líquido ainda seja positivo, afirma o trader.

Joe Ross se apresentará no Brasil em março
Joe Ross tem negociado no mercado financeiro desde seu primeiro trade, aos quatorze anos, e é conhecido como um mestre dos investimentos. Criador do Ross Hook, o trader também criou o conceito conhecido por Lei dos Gráficos.

Bookmark and Share

2 Comments:

Blogger Murillo said...

Boa Tarde Daniel,
em primeiro lugar queria parabenizá-lo por essa publicação e dizer que day-trade é um assunto realmente muito interessante a ser estudado, confesso que nunca fiz uma operação desse tipo, mas espero realizar muitas ainda ao longo de minha vida. Após ler sua publicação, resolvi dar uma pesquisada superficial sobre Joe Ross e li a respeito de uma técnica chamada "123", mas não houve aprofundamento nesse assunto e como todo bom brasileiro eu sou curioso.. rs

O Sr. poderia me dar uma breve explicação sobre essa técnica?

Mais uma vez parabéns e espero poder um dia assistir uma palestra sua.

murillorios@hotmail.com

5:03 PM  
Anonymous Anônimo said...

Olá Camila,adorei seu post!!sou fã de Joe Ross os seus metodos são simples e muito eficientes!! ainda não li o livro day trading...teria algum problema vc compartilha-lo?? desde já muito obrigado!! rjhirakawa@hotmail.com

12:39 AM  

Postar um comentário

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.